Detalhes da Notícia


  • dez

    Dificuldade na compra de terreno atrasa construção de casas populares em União Paulista

    União Paulista, SP, assinou liberação de verba para construção de 60 moradias. Prefeitura reclama que terrenos estão muito caros na cidade

    O Secretário de Habitação do Estado de São Paulo Silvio Torres, através do CDHU aprovou a construção de 60 casas populares para famílias de baixa renda de União Paulista (SP), mas a prefeitura não consegue comprar uma área para que as moradias sejam construídas. O preço da terra estaria alto demais para os cofres municipais e diante dessa valorização, a prefeitura prefere sensibilizar os donos das terras a recorrer a processos de desapropriação. Enquanto o impasse não seja resolvido, as famílias aguardam pela tão sonhada casa própria.

    Em União Paulista, a prefeitura conseguiu a aprovação do governo do estado para a construção de 60 casas da CDHU. A verba está garantida, o projeto está pronto, mas ele ainda não saiu do papel, porque a prefeitura não consegue comprar terrenos. Existem várias áreas livres na cidade, só que os preços, segundo a Prefeita Marli Padovezi Teixeira, estão muito acima da média e está difícil de negociar.

    A CDHU - Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo libera por terreno o valor de R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais), que soma um total de R$ 120.000,00 (Cento e Vinte Mil Reais) para a compra de da área a ser construída. No entanto, alguns proprietários chegaram a pedir o valor de R$ 300.000,00 (Trezentos Mil Reais) por alqueire.

    "A gente tem feito um apelo aos proprietários, é legítimo, não tem nada de ilegal, do ponto de vista jurídico e até moral, o valor que ele quer dar a sua propriedade. O problema é não entender essa necessidade da cidade. E nós temos falado com eles que é importante vender a um preço mais econômico, mais justo, nem que seja uma parte da sua área, e a outra parte estará mais valorizada”, explica a Prefeita Marli Padovezi Teixeira.

    Ainda segundo o Creci, o preço de mercado de um alqueire em União Paulista atualmente é de R$ 80 mil. Já a CDHU afirmou que, apesar da área não ter sido comprada ainda pela prefeitura, a oferta de 60 casas está mantida. O projeto só será suspenso se o município desistir de comprar o terreno.

Veja Também


set


APrefeita de União Paulista, Cleusa Gui Martins, esteve na Capital Pau...


set


N o dia 4 de setembro, União Paulista recebeu a visita da Carreta do Hos...


set


N o dia 2 de setembro, tivemos a presença da Deputada Estadual Clélia Go...


Categorias